A Festa

Quando comecei a pensar na festa do primeiro aniversário do João Pedro, a primeira coisa que me veio à cabeça foi o tema para a decoração. E por não me decidir por nenhum, eu ia adiando os preparativos da festa. Uma festa que eu fazia questão de falar que não era só do João Pedro. Também era minha e do pai dele. Foi um ano muito intenso para nós. Muitos sentimentos estavam sendo vividos pela primeira vez. Como pais, fizemos muitas escolhas e mudanças de valores desde a chegada do João. Nós queríamos expressar tudo isso. Expressar a nossa felicidade naquela comemoração. E um tema só era muito pouco. Eu queria algo que refletisse estes valores que temos procurado passar para ele. Assim, decidimos que a festa não teria tema, ou melhor, o tema da festa seria João Pedro e decoraríamos com tudo que tivéssemos vontade.

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

O local escolhido para a festa foi em um sítio. Então o verde das árvores já dava um certo charme a decoração. Decoração sem regras, onde um boneco falante de nariz comprido divide a mesa com uma girafa sem pescoço. Versos de Toquinhos e Milton lado a lado com refrões de músicas do Balão Mágico. Uma decoração livre como a infância que desejo para meu filho.

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

No cantinho do brinquedo tinha bambolê, pé de lata feito pelo papai, quadro negro, balanço, colcha de retalho e bolinhas de sabão gigantes. Para que ele aprenda que não importa o brinquedo, o importante é criar suas próprias brincadeiras. Um bom par de latas de achocolatado e um cordão fazem a diversão.

Para curtir e ficar o máximo na companhia dos nossos convidados, servimos um almoço para que a festa durasse mais tempo. Comida gostosa e saudável, muito suco natural para que o João Pedro pudesse provar também. Músicas escolhidos uma a uma, muitas com significado muito especial, as preferidas do João Pedro estavam lá. Músicas que ele ouve desde a barriga.

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

Outros questionamentos que eu tinha eram relacionados ao lixo que produziríamos. Resolvemos usar copos de plásticos reutilizáveis. Bolo gelado embrulhado no papel alumínio para não precisarmos usar pratinhos nem talheres. No almoço usamos louças e talheres da família. Brigadeiro em forminha de papelote simples, sem tags personalizadas e identificação. Afinal, todo mundo sabe o que é um brigadeiro. Foi uma festa feita em mutirão. Lembrancinhas da floricultura do titio e da titia. Churrasco preparado pelo vô e pelo papai. Saladas preparadas pelas vós. Suco feito pelo tio. Bolo feito pelas primas. Na hora de montar a decoração ninguém escapou, todo mundo deu a sua contribuição.

Eu queria uma festa que estivessem presentes as pessoas que realmente participaram do primeiro ano de vida dele. Pessoas que são importantes para nós e que amamos muito. E assim foi. E por isso que hoje, dois meses depois da festa ainda me emociono ao lembrá-la.

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

Anúncios