Copos Reutilizáveis – Uma preocupação a menos para os próximos aniversários

Copos Reutilizáveis - Foto: Fernanda Alves

Copos Reutilizáveis – Foto: Fernanda Alves

Esta ideia foi uma das minhas preferidas da festa, e acho que os convidados também curtiram. Copos reutilizáveis. Além de toda questão ecológica, que norteou a nossa escolha, agora não vou precisar me preocupar com esse item nas próximas festas. Comprei copos coloridos de plástico duro, e coloquei um porta-retrato com as instruções ao lado. A ideia do dizer veio do grupo Festas Ecológicas do Face. É um grupo bem legal, cheio de dicas para quem quer fazer uma festa mais sustentável.

Um estudo realizado pelos ministérios do meio ambiente da Alemanha, Suíça e Áustria para o UEFA EURO (Campeonato Europeu de Futebol em 2008) comprovou que o sistema de copos reutilizáveis ou retornáveis tem um menor impacto sobre o meio ambiente do que todas as outras opções descartáveis.

Materiais biodegradáveis PLA (a base de amido de milho) e papéis ou materiais de PET (poliestireno), sempre que utilizados uma única vez, serão mais impactantes ao meio ambiente do que os materiais inquebráveis e reutilizáveis à base de PP (polipropileno).

Foram comparados no estudo os diferentes tipos de fabricação dos materiais, quantidade necessária, volume de lixo produzido, distancia percorrida para o transporte, quantidade de água, produtos utilizados para a higienização e número de copos reutilizáveis levados para casa como lembrança pelos participantes dos eventos.

As principais conclusões do estudo foram:

Mesmo sob um ponto de vista pessimista, o sistema de copos reutilizáveis é menos impactante e menos agressivo ao meio ambiente do que qualquer outro tipo de copo de um único uso. Em um cenário otimista, averiguou-se que os copos descartáveis apresentam o dobro de impacto ao meio ambiente do que os copos que serão reutilizados outras centenas de vezes. Além disso, esse sistema colabora para a conscientização do público e na redução considerável de lixo.”

http://www.meucopoeco.com.br/o-mais-ecologico.php

Anúncios

O Bolo gelado e Embrulhado

mundi_bolo_gelado

Foto: Fernanda Alves

O bolo foi feito pela minha prima. Uma doceira de mão cheia. Eu sabia que ficaria uma delícia, porque todos os bolos que ela faz são deliciosos. Mesmo assim, duas semanas antes da festa ela fez o bolo para testarmos. O que só confirmou o que eu já esperava. Perfeito.

Eu escolhi um bolo gelado, já cortado e embrulhado, assim seria mais prático na hora de servir, não sendo necessários pratinhos e talheres. Foi feito três sabores de bolo. Mousse de chocolate, coco e coco com frutas. Mas, esquecemos de identificá-los, o que no fim não foi problema, pelo contrário os convidados se divertiram com o “bolo surpresa”. Os pedaços de bolo ficaram no freezer e só coloquei o bolo nas caixas na hora de servir. Fiz três caixas de papelão decoradas com tecidos e fitinhas. Foi difícil achar três caixas redondas exatamente como eu queria em medidas. Mas, acho que o fato delas não estarem nas mesmas proporções, devido a caixa do meio ser mais baixa que as outras, que deu um certo charme ao bolo. Agora, as caixas serão utilizadas para decorar o quartinho do João.

Bolo gelado e embrulhado

Bolo gelado e embrulhado

Detalhes da Festa: Panô na Decoração e Varal de PVC

A primeira coisa que imaginei e fiz para a decoração foram os panôs. A idéia era criar 3 panôs que juntos servissem de pano de fundo para a mesa do bolo. Para o primeiro panô, desenhei uma árvore e um camaleão representando assim a natureza. O segundo, escrevi o nome do João Pedro e para o terceiro e último panô, escolhi o desenho de uma pandorga representando a infância. Todos foram costurados pela minha mãe, feitos com algodão cru e presilhas para facilitar na hora de pendurá-los. Os apliques de feltro foram todos pespontados. Com certeza os panôs foram uma das coisas que mais gostei de fazer. Mas, confesso que depois deles prontos, fiquei um pouco apreensiva sem saber ao certo como iríamos armá-los na hora de montar a decoração. A ideia do Jr, meu marido e pai do João, era de fazer um varal de arame, pois a princípio a festa seria junto de algumas árvores que havia pelo sítio. Não sei se daria certo, porque não chegamos a testar. Acabamos por fazer a festa nesta área coberta, porque a grama do sítio estava um pouco alta e achamos que isso poderia atrapalhar na decoração e no conforto dos convidados. Na foto abaixo vocês podem ver como ficou, tivemos que improvisar com alguns pedaços de canos que tínhamos. Eu já havia visto os varais de cano PVC sendo usados em outras decorações para suportar cortininhas de fitas, porém essas cortinas são bem mais leves que os panôs. Mas mesmo assim ficou bem firme. Levando em conta que tinha bastante vento no dia, o varal de cano segurou bem.

Panô de tecido na decoração

Panô de tecido na decoração

A Festa

Quando comecei a pensar na festa do primeiro aniversário do João Pedro, a primeira coisa que me veio à cabeça foi o tema para a decoração. E por não me decidir por nenhum, eu ia adiando os preparativos da festa. Uma festa que eu fazia questão de falar que não era só do João Pedro. Também era minha e do pai dele. Foi um ano muito intenso para nós. Muitos sentimentos estavam sendo vividos pela primeira vez. Como pais, fizemos muitas escolhas e mudanças de valores desde a chegada do João. Nós queríamos expressar tudo isso. Expressar a nossa felicidade naquela comemoração. E um tema só era muito pouco. Eu queria algo que refletisse estes valores que temos procurado passar para ele. Assim, decidimos que a festa não teria tema, ou melhor, o tema da festa seria João Pedro e decoraríamos com tudo que tivéssemos vontade.

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

O local escolhido para a festa foi em um sítio. Então o verde das árvores já dava um certo charme a decoração. Decoração sem regras, onde um boneco falante de nariz comprido divide a mesa com uma girafa sem pescoço. Versos de Toquinhos e Milton lado a lado com refrões de músicas do Balão Mágico. Uma decoração livre como a infância que desejo para meu filho.

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

No cantinho do brinquedo tinha bambolê, pé de lata feito pelo papai, quadro negro, balanço, colcha de retalho e bolinhas de sabão gigantes. Para que ele aprenda que não importa o brinquedo, o importante é criar suas próprias brincadeiras. Um bom par de latas de achocolatado e um cordão fazem a diversão.

Para curtir e ficar o máximo na companhia dos nossos convidados, servimos um almoço para que a festa durasse mais tempo. Comida gostosa e saudável, muito suco natural para que o João Pedro pudesse provar também. Músicas escolhidos uma a uma, muitas com significado muito especial, as preferidas do João Pedro estavam lá. Músicas que ele ouve desde a barriga.

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves

Outros questionamentos que eu tinha eram relacionados ao lixo que produziríamos. Resolvemos usar copos de plásticos reutilizáveis. Bolo gelado embrulhado no papel alumínio para não precisarmos usar pratinhos nem talheres. No almoço usamos louças e talheres da família. Brigadeiro em forminha de papelote simples, sem tags personalizadas e identificação. Afinal, todo mundo sabe o que é um brigadeiro. Foi uma festa feita em mutirão. Lembrancinhas da floricultura do titio e da titia. Churrasco preparado pelo vô e pelo papai. Saladas preparadas pelas vós. Suco feito pelo tio. Bolo feito pelas primas. Na hora de montar a decoração ninguém escapou, todo mundo deu a sua contribuição.

Eu queria uma festa que estivessem presentes as pessoas que realmente participaram do primeiro ano de vida dele. Pessoas que são importantes para nós e que amamos muito. E assim foi. E por isso que hoje, dois meses depois da festa ainda me emociono ao lembrá-la.

foto: Fernanda Alves

foto: Fernanda Alves